segunda-feira, 14 de março de 2011

UMA SENHORA ACTRIZ



Durante muitos anos a Revista à Portuguesa, foi o entretenimento popular de eleição.
O Parque Mayer era a nossa Broadway.
Os Teatros ABC, Variedades, e Maria Vitória, tinham sempre Revistas à Portuguesa ou Comédias,  que duravam meses em cena, com duas sessões diárias, e ao domingo três, com a inclusão de uma matine. Uma estafa para os/as artistas, que tinham ali o seu ganha pão, mas tinham que lá deixar o couro e o cabelo para o ganhar. Imaginem estar todos os dias a fazer aquele trabalho, repetitivo, para fazer rir a assistência, por vezes doentes, cansados, e muitas vezes a trabalhar para pessoas cinzentas, que não os entendiam. 
video
A actriz Ivone Silva, foi uma verdadeira profissional em todos os sentidos da palavra. Era tão obcecada pelo trabalho, e pelo teatro em particular, que deixou andar aquela doença maldita que a havia de matar. Dizia que não tinha tempo para ir às consultas, e aos tratamentos, porque não podia faltar ao Teatro.
    Maria Ivone da Silva Nunes Viana, mais conhecida simplesmente por Ivone Silva, foi uma actriz portuguesa conhecida pelo seu trabalho humorístico na televisão e teatro de revista. Filha de José António da Silva, também actor, e de Ermelinda Nunes, nasceu a 24 de Abril de 1935 em Paio Mendes, aldeia situada no concelho de Ferreira do Zêzere, e veio a falecer em Lisboa a 20 de Novembro de 1987 de cancro da mama.

2 comentários:

  1. Era uma máquina! A actuar e a falar. Até ficávamos sem fôlego só de a ouvirmos.
    Nunca fui muito fã da Revista à Portuguesa, mas entendo que fez muito no tempo da censura.

    ResponderEliminar
  2. Nunca deixou, nem por momentos, de ser a actriz notável que conhecemos nas suas actuações.
    São multiplas as suas creações no teatro de revista.
    Dificilmente será igualada e nunca será excedida.

    ResponderEliminar